A Programação Neurolinguística diz respeito à maneira como indivíduos se tornam vitoriosos em todos os tipos de atividades obtendo resultados excepcionais com seus pensamentos e comportamentos bem sucedidos, e que por sua vez podem ser imitados.

A Programação Neurolinguística fornece uma série de ferramentas mentais que podem auxiliá-lo a obter excelentes resultados na sua vida em geral.

Vamos entender um pouco mais sobre Programação Neurolinguística.

A parte Programação refere-se à maneira como podemos programar nossos pensamentos e comportamentos para se atingir um determinado objetivo.

Ex. Se o Sr. João se programar para realizar um determinado desafio, acreditar que pode, se determinar, e principalmente querer, existirá uma altíssima possibilidade de que consiga atingir o seu desafio.

“Afinal o difícil não é conseguir fazer algo, e sim no querer fazer. Quando você realmente quer, fica mais fácil”

A parte Neuro refere-se aos processos neurológicos que nos permitem, ver, ouvir, sentir, saborear e cheirar. São os nossos sentidos que usamos nos processos internos do pensamento; Afinal a forma pela qual percebemos o mundo que nos cerca é através de nossos sentidos.

E a parte Lingüística , está relacionada com a linguagem, tanto a verbal quanto a não verbal, que são as formas que nos comunicamos no dia a dia e que são essenciais para obtermos melhores resultados frente aos nossos objetivos.

Saber quando utilizar expressões verbais não verbais, podem nos ajudar a fazer com que as pessoas possam abrir seus respectivos canais de comunicação e compreender com maior clareza a nossa comunicação.

Mas você leitor pode perguntar-se: Qual é o objetivo de escrever sobre Programação Neurolinguística em um artigo sobre técnicas de apresentação?

A Programação Neurolinguística é uma ferramenta poderosa de comunicação e o apresentador que tiver domínio destas técnicas, poderá obter melhor performance não só quanto a sua preparação mas também quanto a segurança, auto confiança, domínio do medo, ansiedade e saber como seduzir o seu público alvo quanto ao conteúdo que está transmitindo.

Como estamos escrevendo sobre comunicação, você gostaria de saber qual é o seu canal de comunicação predominante ?

Então responda o teste abaixo.

Teste – Canais de Comunicação: Responda, sem pensar as questões propostas a seguir atribuindo a elas valores 5, 3, 1 e 0 conforme frequências

  • ( 5 ) – Sempre ajo assim
  • ( 3 ) – Frequentemente ajo assim
  • ( 1 ) – Algumas vezes ajo assim
  • ( 0 ) – Nunca ajo assim
Coloque o valor no quadrinho em branco das colunas A, B, C. A B C
Gosto de seguir entrevistas pelo rádio e pela televisão.      
Tenho tendência a ganhar peso.      
Sou bom fisionomista      
Em casa prefiro ouvir música a assistir televisão.      
Gosto extremamente de casa limpa e asseada.      
Adoro andar ao ar livre e sentir a brisa.      
Para fixar um nome ou um conceito eu o repito várias vezes.      
Gosto de longas conversas.      
Gosto de ler livros, revistas e jornais.      
Anoto tudo o que tenho que fazer.      
Tenho boa coordenação motora.      
Prefiro mais receber informações verbalmente do que por escrito.      
Quando ouço música não consigo deixar de batucar.      
Gosto de fazer exercícios físicos.      
Prefiro mais receber informações por escrito que verbalmente.      
Gosto de observar as pessoas.      
Compro certas roupas porque gosto do toque do tecido.      
Uso rimas para me lembrar das coisas.      
Sigo rigorosamente normas e receitas quando vou cozinhar algo.      
Sou bom ouvinte.      
Prefiro saber mais das coisas mais pelo rádio do que pelos jornais.      
Gosto de criar animais de estimação.      
Consigo montar brinquedos com facilidade se seguir instruções escritas.      
Toco nas pessoas quando estou conversando com elas.      
Gosto de jogos tipo quebra cabeça ou similares.      
Falo bastante comigo mesmo.      
Aprendo com facilidade sistemas de toque como digitação (datilografia)      
Prefiro aprender um assunto ouvindo do que lendo ou escrevendo.      
Cuido muito da minha aparência.      
Gosto de ir a exposições artísticas e museus.      
Gosto de ser abraçado e tocado.      
Sinto-me incomodado quando meu carro faz um barulho estranho.      
Registro em uma agenda quase tudo que faço      
Em geral gosto de assistir a consertos e apresentações musicais.      
Aprecio mais praticar do que assistir esportes.      
Em casa gosto mais de assistir televisão do que ouvir música      
Reconheço uma pessoa pelo timbre de voz      
Compro muitos discos e fitas gravadas.      
Gosto de ser massageado.      
Gosto de ver fotografias e trabalhos artísticos.      
Gosto de tomar banho quente no final do dia.      
Sou bom dançarino.      
Gosto muito de assistir filmes.      
Gosto de estudar lendo em voz alta ou junto com outras pessoas.      
Prefiro mais fazer uma palestra do que escrever um artigo.      
Aprecio muito quem se veste bem.      
Adoro freqüentar academia de ginástica ou SPA.      
Gosto de observar pinturas.      
Meus amigos acham que falo demais.      
Antes de levantar gosto de espreguiçar.      
Quando estou em um lugar desconhecido gosto de pedir informações.      
Adoro receber e enviar flores.      
Os arranhões e riscos do meu carro me incomodam demais.      
Analiso as pessoas pelo modo que me apertam a mão no cumprimento      
Costumo conversar com meus animais de estimação.      
Costumo ficar tenso se o meu dia foi ruim.      
Falo sozinho quando estou pensando ou resolvendo um problema.      
Gosto de trabalhos manuais e consertar coisas que estão com defeito.      
Costumo apalpar e cheirar coisas para avaliá-las.      
Nos lugares desconhecidos oriento-me pelo mapa, e não peço informação      
SOMATÓRIA DOS PONTOS

Interpretação:

  • Coluna A indica predominância de seu canal “VISUAL”
  • Coluna “B” indica predominância de seu canal “AUDITIVO”
  • coluna “C” indica predominância de seu canal “CINESTÉSICO”

Coloque seu percentual na altura da escala, ligue os pontos e visualize seu gráfico

100

     

90

     

80

     

70

     

60

     

50

     

40

     

30

     

20

     

10

     

0

     
  VISUAL AUDITIVO CINESTÉSICO

Agora que você respondeu o teste, você sabe qual é o seu canal de comunicação predominante. Se você obteve uma concentração maior de pontos no visual, você deverá ter maior habilidade em aprender através do seu canal visual.

Os visuais têm muita facilidade em perceber o espaço visual que as cerca. Estímulos visuais facilitam o seu processo de aprendizagem, podem descrever aparências de coisas e pessoas nos mínimos detalhes, lembrando-se de cores, tamanhos e formas, e costumam criar imagens quando pensam; Suas mentes transformam tudo que você diz em imagens.

Você como apresentador deve discutir suas idéias em termos visuais, e dessa forma fazendo com que os visuais se sintam-se mais a vontade e aumentem sua capacidade de aprendizado (assimilação).

Para este tipo de público é muito importante a utilização de recursos audiovisuais como slides em projetor multimídia (datashow), filmes de vídeo, e se você tem objetivos de marketing ou motivação, você pode utilizar Banners.

O visual valoriza muito sua própria aparência como principalmente a aparência do Palestrante.

De acordo com informações estatísticas obtidas em algumas literaturas, por volta de 35% das pessoas tem como predominante o canal visual.

Outro estilo que o teste aponta é o Auditivo, diferentemente do visual, o aluno auditivo tem maior aproveitamento em seu processo de aprendizagem pelo som, ou seja, ele valoriza mais o que você diz e como você diz.

A altura da voz, ritmo, entonação, é o que realmente interessa a um aluno, congressista ou treinando, que tenha como seu canal de predominância o auditivo.

Os auditivos tem necessidade focada em uma boa sincronia de voz. Recomenda-se ressaltar aquilo que é importante dando destaque com sua própria voz.

Mas tome cuidado com seu português! Ocasionalmente o auditivo tende a não sentir confiança em palestrantes que cometem erros graves de português.

Por volta de 25% das pessoas tem predominância no canal auditivo.

O terceiro estilo é o Cinestésico, que são pessoas que agem segundo o que sentem, eles geralmente captam informações pelo tato, emoções, instintos e palpites, freqüentemente costumam fazer muitos pré-julgamentos se gostam ou não do Palestrante.

Os cinestésicos tem maior necessidade do que os outros estilos em tocar nas coisas. No processo de aprendizagem do cinestésico é essencial que ele não apenas veja, mas que também toque, processos de dinâmicas de grupo, ou discussões em grupo são muito eficazes para este estilo de predominância.

Aproximadamente 40% das pessoas tem como canal predominante o cinestésico.

É muito importante clarificarmos um conceito, todas as pessoas tem os 3 estilos, porém normalmente um deles é o predominante.

Como seu público como palestrante é constituído geralmente por todos os estilos é importante você utilizar os 3 métodos, e lembrar-se que normalmente escolhemos métodos de acordo com nosso estilo predominante, sendo que isto pode acarretar em menor aproveitamento por parte de alunos com estilos predominantes diferentes do nosso.

Francisco Arean